quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Pigs Flying Over Brasília

Como é bom ter um congresso no bolso

Boa tarde aos que não creem na justiça, we are The Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #726 chegando nesta terra sem lei.
Podemos definitivamente jogar os velhos livros nas fogueiras.
Pois pau que bate em chico não é o mesmo que sequer bate no Francis!

Não adianta aparecerem provas documentadas.
Basta para um ser cretino e nojento, ter um congresso na mão e pronto.
Ele pode ser criminoso público e notório, mas basta ter amigos no planalto.
Ser o queridinho dos corruptos lhe dá todas as garantias para sequer ir a julgamento.

Enquanto outro ex-presidente leva cano mesmo sem provas, por juizeco corrupto.
Já podemos nos orgulhar e muito por viver em uma terra sem lei.
Aquela velha lei dos velhos livros que ninguém mais faz questão de ler.
Pois o que realmente é praticado neste lugar infestado por ratos é a Lei monetária.

Quem pode pagar mais, estará livre das obrigações e deveres cíveis.
Terá carta branca para poder fazer toda e qualquer falcatrua que lhe for conveniente.
Depois querem falar que não temos mais respeito para com as instituições.
E nos dão motivos para ter?

Deixar um congresso de canalhas votar para decidir se irão processar e julgar um corrupto?
Isso é prática de um país sério?
Nestas horas, fico feliz por não ter ingressado em um curso de Direito.
Já teria queimado todos os livros, manuais, trabalhos e etc.

Ao observar o jeito que as coisas andam, logo ninguém mais terá noção do certo e errado.
Todos seguirão a mesma lei dos calhordas amantes do capital.
Aos poucos, a educação vai morrendo, conceitos sendo corrompidos.
Logo a maioria estará achando que tudo o que os ratos dizem e fazem é o correto!

Enquanto isso em nosso pequeno planeta vermelho...
A honorável competição por um lugar ao Sol segue cada vez menos justa.
Aqueles que prezam pela visibilidade falsificada com méritos de papel saem na frente.
Os que ainda acreditam em conhecimento e experiência, são relegados ao submundo.

Ambiente competitivo é assim mesmo.
Aos antigos, mais letrados, faz-se uso da expressão "seleção natural".
Lucky Cookies: 15 - 26 - 29 - 39 - 41 - 42
Dica do Dia: Se não der mais tempo para ser político corrupto, tente ser amigo de um!

Carpe Diem!



quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Hibrid Teory

Sala Ultra Diversificada

Bom dia aos que ainda tem esperança, we are The Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #725 chegando em tons de cinza mas sem aquele sexo todo...
Talvez ainda de ressaca pelo pó da pintura e do primeiro dia de aula.
Na verdade foi apenas uma visita na faculdade, pois primeira semana é duro de ter algo...

O ponto curioso foi ver a diversidade de mentes em uma mesma sala.
Por ser um curso de TI, era de se esperar um bando de nerds "computeiros".
Detestei a conjunção dos termos acima...
Pois bem, até formado em Filosofia tem na sala!

Temos também funcionários de bancos públicos e privados, nem todos do ramo de TI.
Vários querendo aprender a programar, tadinhos...
Outros tantos desejando fugir das linhas de código... dá para entender?
O ponto mais importante foi notar que METADE da sala está sem emprego!

Ou seja, temos vários raladões buscando um pequeno lugar ao Sol.
Natural que pessoas persigam seus sonhos.
Mas o pior aspecto de todas as aspirações na sala, foi o objetivo pessoal...
A maioria simplesmente deseja ganhar grana! Todos "little pigs capitalists".

Quem for ler isto poderá pensar que não gosto de grana...
Não é bem assim.
O que não gosto é da ganância, ostentação e vida de aparências.
Aquele desejo de ter coisas para se exibir, é desprezível ao meu ver.

Aquela nova sala de aula, poderia ser interpretada como um extrato social da conjuntura.
Vários indivíduos com distintas origens profissionais, com a ilusão de que TI tem futuro.
Há 20 anos, muitos apostaram todas as fichas nisso.
Mas hoje, o mercado está saturado, prostituído e extremamente desvalorizado.

Tenho até pena daqueles que acreditam ser importante saber programar hoje em dia.
Cada vez mais, o programador se equipara ao peão de obras, virador de cimento...
Lucky Cookies: 12 - 26 - 29 - 40 - 42 - 43
Dica do Dia: Persigam seus sonhos, mas observem a realidade primeiro.

Carpe Diem!



terça-feira, 1 de agosto de 2017

Spring Break

Lá se foram as férias...

Boa tarde aos seres formados e a caminho, we are The Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #724 chegando tarde e quentinho, como os bolinhos...
Após metade do mês de Julho ausente, resolvi dar o ar da graça por aqui!
Eis que chega ao fim da vadiagem acadêmica.

Ontem foi o primeiro dia de aula do semestre.
Já comecei bem, não dando as caras...
Hoje será outro repeteco...
Mas com os dias contados!

Fizeram o favor de colocar 4 períodos de uma mesma matéria nas terças...
A criatividade de certas pessoas é fantástica.
Portanto este será um dos dias para não matar a aula.
Também será o dia para exigir o máximo de tolerância.

Além de acabar com o sossego ( e raladão lá tem isso? ) das férias, estou em obras.
Por um daqueles milagres cósmicos quase sem explicação, saiu a pintura do meu apê.
Graças ao condomínio, que está pagando a conta!
Definitivamente, milagre!!!

O lado ruim é estar preso em meu quarto, enquanto a mão de obra lixa, raspa, faz barulho...
A sala já foi preparada, agora estão no corredor...
Após cozinha e banheiro, tudo estará pronto para receber uma nova camada de tinta!
Tetos e paredes contemplados.

Apenas quartos e área de serviço ficaram de fora.
Para estes, terá que ser por minha conta, o pagamento.
Por enquanto, a realidade não permite!
Mas após 11 anos morando aqui, estava precisando de uma pintura mesmo!

Já me enchi de coragem e confiança para pintar o restante!
Só falta reunir as mesmas coisas para encarar as aulas...
Lucky Cookies: 10 - 26 - 29 - 41 - 42 - 44
Dica do Dia: Na onda do Faça Você Mesmo, aprenda a pintar!

Carpe Diem!



sexta-feira, 14 de julho de 2017

Lost Days In Hell

Seria este o Inferno na Terra?

Bom dia aos seres pensantes, we are The Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #723 chegando cedo e quentinho, como os pães...
Novamente escapei do hábito da escrita diária.
Talvez aos poucos ele retorne das masmorras.

Este post será de reflexões sem conclusões.
Caberá aos leitores ( espero que existam mais que dois... ) alcançar o Nirvana!
Esta semana foi provocativa.
Ontem foi pior ainda, pois tive contato com "populares".

Normalmente temos nossa visão sobre tudo e todos.
Se faz necessário confrontá-las com a realidade dos outros e ponderar melhor.
Desta forma podemos verificar se estamos em sintonia com o mundo ou não.
No meu caso, ando desejando muito até sumir deste planeta.

De acordo com minha lógica "Spokiana", tudo deveria fazer sentido matemático.
A razão deveria estar acima da emoção e por aí vai.
Vamos portanto, cortar a introdução e partir logo para os pontos reflexivos.
Porque raios as pessoas são tão superficiais?

Seria pura preguiça de pensar?
Talvez sequer exista a capacidade de pensar, para a maioria?
Porque tantos se contentam em aceitar o que a porca maldita rede globo cospe nas telas?
Porque as pessoas de classes menos favorecidas defendem os mais ricos?

Qual a lógica para tal comportamento?
Adotar os bem sucedidos como exemplos de vida é muito fácil.
Desejar ficar ao lado dos mais bonitinhos e perfumados parece ser o melhor caminho...
Seriam todos dependentes da droga chamada "Hipocrisia"?

Viver de aparências é o que move estas pessoas?
Pois todos sabem que não está fácil para quase ninguém.
A vida só anda boa mesmo para os donos da grana e das propinas, e também para os juízes.
Ao resto, sobram as migalhas, quando sobram!

Me causa enorme espanto quando vejo pessoas de baixa renda defendendo os ricos podres.
Será que lhes falta realmente inteligência e visão?
Se você pertence à uma classe inferior, não deveria se preocupar com seus semelhantes?
O que tenho observado é que as pessoas preferem apunhalar os pobres a todo custo.

Mas estas mesmas pessoas não querem fazer parte da turma do trabalho sujo.
Se até mesmo os pobres se odeiam, como irá ficar a convivência social?
Sem união entre os pares, semelhantes, raladões e assemelhados?
Sem querer concluir nada, deixo uma linha de pensamento...

Talvez o desejo de cada raladão seja conseguir sair desta realidade.
Portanto ele não irá se preocupar em defender seus "companheiros", mas sim competir!
A competição leva ao ato de se corromper na primeira oportunidade.
É o real desejo de pertencer a classes mais altas, mesmo sem saber como ou porque.

Naturalmente desejamos melhorar, prosperar e ter qualidade de vida.
Mas a que preço?
Caminhos ilícitos são mais rápidos e fáceis.
Seria a preguiça ou a safadeza que move as pessoas a cometer atos imorais?

A velha mania do brasileiro, em desejar levar vantagem em tudo é eterna.
Depois, estas mesmas pessoas querem condenar os corruptos, como se fossem santas.
Mas poucos pensam em trabalhar duro para alcançar seus sonhos.
A maioria entende que precisa ralar muito, para simplesmente sobreviver.

Aqueles que sobrevivem, não sabem o sabor da qualidade de vida.
Talvez seja uma simples questão matemática e nem tanto social.
Não existe lugar ao Sol para todos.
Estamos com lotação esgotada nos centros urbanos!

Neste cenário, podemos então tentar explicar o comportamento dos seres.
De fato, não existindo oferta para a demanda atual de bem estar, precisamos jogar sujo.
Nasce então, o ser corrupto de cada dia.
Aquele ser que percebe a realidade: ter talento e honestidade não garantem nada.

A frase acima vai contra meus princípios.
Mas a realidade está indo contra o que acredito, infelizmente.
Está faltando uma parte importante neste núcleo social que vivemos.
Aquelas pessoas que realmente se preocupam com o próximo, e não as egoístas.

Para existirem mais pessoas assim, precisamos ter melhores condições para todos.
Com a escassez de recursos, não podemos oferecer bem estar para a totalidade.
Continuaremos a ter "os pobres" andando pelas ruas pedindo ajuda.
A regra é mesmo cada um por si.

O motivo das derivações nas linhas acima, para variar, foi uma visita a um posto de saúde.
Por três horas, tive que ouvir uma quantidade absurda de loucuras.
Foi de entristecer a alma de qualquer pessoa de bem.
Pessoas sem a menor noção de nada.

Mas tinham opiniões sobre tudo!
E qual a origem de tais conceitos e comportamentos?
Todas vieram da telinha da globo maldita.
Tudo o que elas sabiam falar, eram frases feitas em comerciais ou programas estúpidos...

Eram pessoas com mais idade do que eu.
Minha esperança era encontrar sabedoria em seus comentários.
Quanta ilusão.
Definitivamente estamos condenados ao submundo social.

Estas pessoas são produzidas em massa, sem a menor capacidade de pensar.
Sequer imagino onde foram alfabetizadas.
Absolutamente ZERO de noções de direitos e deveres, política e economia.
Mal e porcamente sabiam diferenciar certo e errado.

Vamos dar exemplos...
Uma delas contou que seu filho havia conhecido uma moça da Bahia, pela internet.
Do nada, a moça aparece na casa deles, no interior de SP, e passa a morar ali por 3 meses.
Engravida de um tapado de 17 anos, que nunca havia feito nada da vida...

Situação corriqueira, como muitos podem dizer.
O que considerei pior não foi a história, contada para todos em uma fila de espera do médico.
Foram os conceitos e comentários.
A pessoa que contava, considera o fato do filho engravidar uma menina, a pior coisa do mundo.

Ela mesma citou que era melhor ele estar com AIDS, ou estar envolvido com drogas...
Este é o conceito das pessoas na atual conjuntura?
Engravidar alguém é mesmo pior do que ser drogado ou estar doente?
Para todas as pessoas presentes, foi unanimidade!

No final da história, ela disse que mandaram a mãe de volta para a Bahia e ficaram com o filho.
Tiraram a guarda dela na justiça e os avós paternos assumiram a criança, hoje com 8 anos.
O pai trabalha como auxiliar de cozinha em um restaurante.
Antes de engravidar a menina, ele apenas frequentava escola e acessava internet...

Depois quando eu critico a forma com a qual os brasileiros usam a rede...
Raros são os exemplos de pessoas que fazem uso para obter conhecimento!
A grande maioria só se preocupa em vadiar nas redes sociais.
Pior ainda é que para alguns, tal vadiagem rende grana, como no YouTube por exemplo.

Muita gente cria canais cretinos para ensinar a produzir cabelos... e recebem dinheiro!
Entre outras coisas, pois a diversidade de conteúdo é enorme na rede.
Após o exemplo da senhora, vieram os comentários.
Todos sabia dizer que no tempo deles era tudo diferente... óbvio não acham?

Mas saber educar o filho para não fazer merdas, ninguém lembrou de comentar...
Nenhuma pessoa teve coragem para apontar o dedo para os pais.
Claro que a obrigação de evitar o fato era deles, e não da escola.
Até hoje, as pessoas confundem as coisas!

Se não são capazes de produzir filhos educados, não deveriam procriar!
Sim, é um tema polêmico.
Eu sirvo de exemplo.
Não tenho renda, não tenho estrutura orçamentária para criar uma criança...

Portanto nada de sair por aí povoando a cidade, ora bolas!
As pessoas deveriam ter o mínimo de noção deste fato.
Se não tem grana para criar, não procrie, caralho!
Mas a razão anda mesmo longe da cabeça das pessoas...

Aquele bando de loucos de ontem seguiu contando mais histórias de horrores.
Até que demorou para falarem de política.
Mas sequer para isso eles tem capacidade.
Souberam apenas comemorar a condenação do Lula.

Este é o outro mistério que me intriga.
Pobres fudidos usuários de SUS, que odeiam o Lula...
Foi o único presidente que tentou melhorar a vida dos infelizes...
E até mesmo estes, atiram pedras nele.

A falta de capacidade analítica destas pessoas ainda me espanta.
Tudo bem que a educação é causa do problema.
Mas nem raciocinar eles sabem?
Não questionar o que a mídia tendenciosa joga nas pessoas, deveria ser algo instintivo!

Não estudei em colégios suíços para aprender a não confiar nos jornais e revistas.
Não precisei ir para Europa, para saber que o que sai na mídia nem sempre é verdade.
Estas pessoas deveriam praticar mais o questionamento investigativo.
Não basta ler ou ouvir e sair repetindo!

Precisamos de seres pensantes, URGENTE!
Até mesmo quando eu leio os livros de Economia, procuro questionar e validar tudo!
Admito que isto é mania de análise de sistemas... tudo tinha que ser testado antes!
Ao menos em informática, podemos testar em ambiente preparado!

Seria tão sensacional se tivéssemos ambiente de testes para Economia!
Fazer uma cidade inteira, com modelos econômicos para validar as teorias!
Já fizeram isso em certos lugares...
Um príncipe árabe recebeu esta singela tarefa de seu pai...

Ele foi educado na Inglaterra, e ao retornar para casa, recebeu a missão de criar uma cidade.
Se ele fosse bem sucedido, poderia então tomar conta do império de seu pai.
Foi algo fantástico.
Por alguns anos, a cidade que ele criou prosperou.

Infelizmente o modelo entrou em crise quando o número de aposentados cresceu...
A cidade era fechada, e os postos de trabalho não davam mais conta da população.
Gostaria de lembrar qual foi o país onde fizeram este documentário...
Mas foi um belo exemplo de como pais devem educar seus filhos... teoria e prática!

Talvez alguém esteja curioso para saber o que eu fiz naquela sala de horrores ontem...
Não abri a boca!
Não interagi com aquele bando de loucos.
Exerci o auto controle, me concentrei em uma leitura interessante sobre aviação!

Até trouxe o livro para casa!
Sim, existe uma estante de livros na sala de espera do posto de saúde!
Perguntem se alguém ali, além de mim, se preocupou em pegar algum para ler!!!!
NINGUÉM!!!

Depois abrem a boca para falar um monte de merda!
Se ao menos tivessem gosto por leitura e aprendizado...
Os livros estão ali por doações... e podem sim ser levados para casa!
Mas praticamente ninguém aproveita o conteúdo.

Portanto vivemos na era da informação digital.
E por acaso estamos produzindo mentes inteligentes?
Este é o inferno na terra.
Pessoas tem acesso à cultura e informação e não fazem uso!

Neste quadro, podemos esperar apenas a multiplicação de seres não pensantes.
Governos podem portanto, fazer o que bem entendem para manter as pessoas burras.
Logo teremos novas eleições, e mais um bando de ingênuos esperando mudanças...
Até quando?

Creio que não irei ver tais mudanças.
Mas lamento o fato de que irei ver a prisão de Lula, e não da de FHC, Aécio, Temer...
Derivações à parte, não consigo me conformar com o quadro atual,
As pessoas seguem adorando a banalidade, o sensacionalismo e a futilidade.

Portanto se o mundo é das aparências, dos celulares mais caros, penteados chiques...
Naturalmente estas pessoas não irão curtir aqueles que defendam os feios e pobres.
Este tipo de preconceito, aliado a tantos outros, nos remete ao atraso como raça humana.
Sendo assim, não consigo fugir da frase: o povo tem o governo que merece.

Não apenas o governo, mas a própria sociedade.
Vale lembrar que esta é construída por seus habitantes.
Perdi a esperança de ver alguma mudança neste país.
Para aqueles que ainda lutam, torço por vocês.

Para aqueles que falam em reformas, novas leis e etc...
Tive outro exemplo de como não se pode esperar nada dos que estão no poder.
A prefeitura desta cidade safada, simplesmente recalculou os valores venais dos imóveis.
Qual motivo: aumentar as taxas de transferências entre os mesmos, para arrecadar mais!

Meu apartamento quase dobrou de valor.
Seria algo bom?
Só se eu pudesse vender pelo dobro também!
Para os donos de imóveis, não ajuda em porra alguma!

Para os corretores, talvez melhore se as operações imobiliárias aumentarem.
A prefeitura percebe que compra e venda sofrem retrações no mercado...
Para faturar mais, forçam uma valorização na base da caneta!
Onde está o livre mercado mesmo?

Portanto no ano que vem, o IPTU irá dobrar...
Como é lindo ser brasileiro, não acham coxinhas?
Lucky Cookies: 12 - 24 - 30 - 43 - 46 - 50
Dica do Dia: Achem um jeito de ganhar grana e mudem de país!

Carpe Diem!



segunda-feira, 10 de julho de 2017

Keep Walking On Sand Box

Avançando no mês de Julho

Bom dia aos fãs do Sol, we are The Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #722 chegando no teclado quente.
Apenas por estar batendo sol na mesa, meste momento.
Nova semana do primeiro mês da segunda metade deste 2017...

Sem muitas novidades nesta conjuntura do time dos sem renda.
Após a pequena febre do desenvolvimento de um sistema, a poeira está assentando.
Novas investidas devem ser realizadas no campo da propaganda e marketing.
Odeio as duas coisas, admito.

Já dizem que "vender é preciso" neste mundo capitalista safado.
Também dizem que vale tudo, até se for a mãe?
Simbologismos de lado, a questão é que para gerar renda, algo deve ser vendido de fato.
Seja a sua força braçal ou intelectual, ou algo que possa ser produzido e mensurado.

Interessante que "lá fora" até pagam se você vender seu sangue ou mesmo esperma!
Já por aqui, nada disso!
Podemos dizer que seu sangue ou esperma não valem "porra" nenhuma em termos monetários.
De qualquer forma, fiz um ato de bondade e doei uma bolsinha de meio litro de sangue hoje!

Estou oficialmente credenciado como doador voluntário!
Não recebi valores em moeda por tal ato.
Mas posso dizer que fiz algo bom, que poderá ajudar alguma pessoa.
Esta sensação não tem preço!

Assim o raladão pode se sentir mais leve, em vários sentidos.
Gostei do Hemocentro da Unicamp.
Pretendo tornar este hábito, frequente.
Já estou portando a carteirinha de doador, inclusive!

Boa ação do dia realizada com sucesso!
Agora é tempo de canalizar as energias para resolver problemas de Wi-Fi em casa.
Lucky Cookies: 12 - 28 - 30 - 43 - 50 - 58
Dica do Dia: Seja doador de sangue e de órgãos! Faça algo de útil caramba!

Carpe Diem!




quarta-feira, 5 de julho de 2017

Why Should We Pay Taxes?

Porque pagamos impostos quando não temos renda?

Bom dia aos fãs da tributação, we are The Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #721 chegando novamente na casa dos 14ºC.
Está parecendo que realmente estamos tendo frio nesta Coxinhalândia!
Até dormir de pijamas, está valendo!

Acordei com uma nova inquietação, entre as várias de costume.
Porque raios nós, os raladões, sem renda, Ex PEA ainda temos que pagar tributos?
Sei que muitos já questionam isto mesmo quando estão trabalhando.
Tal pergunta está me incomodando de fato.

Quando as instituições nos ferram, não nos oferecem assistência ou serviços...
E seguimos pagando todos os tipos de tributos, o que recebemos em troca?
Claro que estou ciente do triste fato de estar vivendo neste lugar, e não nos EUA.
Ainda assim, a dúvida não quer ir embora.

Quando o indivíduo está fora do mercado, até mesmo o informal, deveria estar livre...
Não gerando renda, este ser vivo não deveria estar pagando por certas coisas.
Bens de consumo estão fora deste questionamento.
Não haveria forma de se isentar consumidores nos setores alimentícios por exemplo.

Nenhum governo teve a brilhante ideia de criar postos de abastecimento para os raladões.
Minha mais recente incomodação se deve ao IPTU.
Hoje, não por mera coincidência, estarei indo a um posto móvel para acertar o IPTU de 2016.
Muito me alegrou o fato de que o Prefeito Fake da capital deste estado, devia o mesmo tributo.

Se não estou enganado, o cretino Dória estava devendo IPTU de sua mansão há anos!
Aposto que ele pagou os atrasados com verbas públicas da prefeitura.
Afinal de contas, vergonha na cara e honestidade não existem para estas pessoas.
Portanto porque raios eu, desempregado, tenho que pagar esta porra?

Se formos entrar em um "loop" de questões existenciais, logo chegaremos no governo.
Muitos já devem ter passado por este ponto de desejar descartar o maldito!
Uma tribo indígena não precisa de governo.
Portanto vamos viver nas matas com eles?

Aposto que a maioria irá preferir ficar bem onde está, e até assumir seu lado coxinha!
Para encurtar a história, irei utilizar um livro texto interessante.
Finanças Públicas - Teoria e Prática no brasil ( sim, insisto em não usar maiúscula aqui ).
Autores : Fabio Giambiagi, Ana Cláudia Além.

Recomendo a leitura, para todos aqueles que odeiam este ou todos os governos.
Após sua leitura, aposto que ninguém passará a adorar os mesmos.
Ainda assim, aumentará a compreensão sobre o tema da existência dele e dos impostos.
Nova aposta: muitos passarão a odiar ainda mais os governos e regras! Ha ha ha!

Tributos, taxas e impostos existem para custear os bens públicos.
Um exemplo de bem público é a rua onde vivemos, transitamos, somos assaltados, etc.
No caso do IPTU, pagamos por aquele pedaço de terra, adjacente à sua rua...
O serviço de coleta do lixo, está incluso nesta "belezinha"...

Para resumir a questão, governo, tributos, taxas e impostos são "fatos da vida".
Não adianta porra alguma não gostar ou discordar deles.
Mesmo com toda nossa revolta, ainda teremos que conviver com estas porcarias.
Neste caso, o melhor caminho é a informação.

Se estudarmos o funcionamento dos impostos e tributos, poderemos encontrar brechas...
Caso contrário, ao menos, teremos uma melhor condição para lidar com sua existência.
Por outro lado, ainda existe a velha frase "ignorance is bliss"...
Cada um que siga a sua escolha.

Em meu caso, optei por ter mais acesso à informação.
Hoje, no posto móvel, irei perguntar: Mas desempregado pode escapar do IPTU?
Lucky Cookies: 12 - 18 - 30 - 34 - 43 - 55
Dica do Dia: Cansado de pagar por tudo e não ter nada em troca? Experimenta não pagar!

Carpe Diem!



terça-feira, 4 de julho de 2017

Independence Day

Seremos não dependentes algum dia?

Bom dia aos dependentes de algo, we are The Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #720 chegando com aquele ar de frio da montanha!
Finalmente algo em torno dos 14ºC nesta cidade que nunca faz(ia) frio de verdade.

Hoje se comemora o famoso "Independence Day" lá na colônia que deu certo.
Sim caros amiguinhos que não se lembram de suas aulas de história.
Os EUA também foram colônia um dia.
Para a sorte deles, seu tipo de colonização não foi meramente exploratória.

Aqueles que se rebelaram contra a Rainha britânica, tinham planos de serem livres!
Portanto sua aventura já tinha planos de ter sucesso desde seus primeiros dias.
Todos sabem, ou pelo menos deveriam saber, que em nosso caso, foi bem diferente.
Isso aqui foi desde sempre, terra para ser explorada, saqueada e violentada.

Ainda hoje, temos que aturar ( apenas os mais lúcidos ) os desaforos da colonização.
Não podemos esperar que os coxinhas sequer tenham noção da realidade.
A floresta amazônica já tem dono faz tempo, e não é o BR!
Até mesmo nossas forças armadas atendem interesses dos EUA.

Se forem observar áreas como Química e Tecnologia, todos equipamentos são estrangeiros.
Azar daquele profissional que não souber inglês, alemão ou francês.
Pois a maioria esmagadora dos manuais e máquinas nunca falam português-br.
Portanto ainda dependemos e muito dos países desenvolvidos para fazer muitas coisas.

Não precisamos lembrar de dívidas com bancos internacionais.
Até mesmo porque os EUA ainda são os maiores devedores do mundo.
Tal fato não os impede de ainda ser uma potência desenvolvida.
Em contrapartida, o fato do BR dever muito menos, não garante um rumo ao primeiro mundo.

Em relação aos povos, chegamos ao mistério da independência.
Seriam os americanos realmente livres?
Eles podem achar que são.
Mas seu governo os mantém sob rédeas bem curtas.

Seja por manipulação pura e simples, como por seu modelo econômico.
Uma vez inserido no capitalismo selvagem e inescrupuloso americano, "bye bye freedom".
Para que não hajam más interpretações...
Não existe liberdade para os que não são donos dos próprios meios de produção.

Para estar inserido no modelo, até mesmo os americanos precisam estar empregados.
Mesmo que seus salários sejam baixos em sua maioria.
Eles recebem o mínimo suficiente para consumir o que a indústria precisa.
São os campeões em consumo no mundo!

Portanto nem eles são realmente independentes, sob a ótica econômica.
Ainda comemoram esta data por pura ilusão patriótica ou programação neurológica mesmo.
O verdadeiro americano é aquele revolucionário que vive no interior.
Lá onde eles detestam seu governo e sonham com novas revoluções.

Por aqui, sequer podemos pensar em dizer que somos independentes de porra alguma.
Nossa obediência ao capital externo chega a ser repugnante.
Tudo isso graças a TODOS os governos que por aqui passaram.
Não adianta os coxinhas cretinos pensarem em dizer que é culpa do petê.

Esta submissão vem desde o começo, e nenhum partido ou político tentou se rebelar.
Ainda estamos entregues aos interesses estrangeiros.
Atualmente sequer podemos nomear apenas um dono para o puteiro.
Até a China e Rússia metem a mão por aqui...

Em diferentes setores de nossa economia, temos diversos países comandando as coisas.
Em Telecom por exemplo, até Holandeses, Italianos e Suecos deitam e rolam.
Já para Engenharia e Química são alemães, suíços e franceses.
Deixo a pergunta: será que algum dia teremos alguma independência?

Em tempo de Tour de France, até este mico pagamos ontem...
Durante a terceira etapa, ao lado da pista onde os ciclistas passavam, um bando de...
Mulatas vestidas com fantasia de carnaval rebolavam e sacudiam peitos e bundas...
Esta é a única colaboração que temos para dar ao mundo? Samba, suor e mulatas?

Para os estrangeiros, certamente é a única coisa que lembram... das mulheres do brasil.
Não pensem que irei mencionar futebol, pois isso morreu no 7x1!
Sequer nos esportes, temos motivos para lembrar o resto do mundo que prestamos para algo.
Em meio a tudo isso, nosso governo se esbalda na suruba...

Caso sirva de algum consolo, podemos pensar que nem os americanos são livres.
Claro que me refiro ao povo, pois o governo deles também deita e rola!
Lucky Cookies: 12 - 13 - 30 - 35 - 43 - 56
Dica do Dia: Para ser realmente independente, produza muito excedente!!!

Carpe Diem!



sexta-feira, 30 de junho de 2017

Hell Yeah It Is Friday!!!

Lá se vai metade deste 2017 de merda (Fora Temer)!

Bom dia aos amantes de sexta-feira, we are The Red Planet EX PEA!
Diário de Bordo Estelar #719 chegando naquele clima de começo do final de semana!
Claro que não irá mudar porra alguma na vida de ninguém, mas é virada de metade do ano!
Tinha que ser uma sexta-feira para encerrar os primeiros seis meses desta draga!

Dia de sol, animação de sobra para um dia livre de agenda!
Muitas vezes, ter um monte de nada para fazer dá aquela empolgação!
Especialmente quando se anda de saco cheio de tudo que a conjuntura nos brinda diariamente.
Não adianta ficar alguns dias sem ler notícias...

Quando o raladão resolve se inteirar sobre o que anda rolando no mundo...
Mais merdas aparecem!
É golpista safado que não larga o osso ( Fora Temer Desgraçado! )...
É corrupto que soltam por ser amigo de juízes...

Depois irão mandar prender mais pessoas sem provas, por não serem amigas dos juízes...
Assim que as coisas andam por esta terrinha danada de porca!
Depois vem alguns retardados dizerem que tem orgulho de ser brasileiro ?!?!?!
Sério! Orgulho de quê????

Talvez existam aqueles que sentem orgulho de serem militares...
Existem loucos para tudo, cerrrrrrrto mano?
Outros que vivem do esporte até podem dizer para a mídia em geral, que amam seu país.
Se disser o contrário, perderá todos os patrocínios... Ha ha ha!

Depois de ficar tanto tempo sem escrever, o que havia se tornado hábito, vício e mania...
Resolvi voltar ao teclado nesta janela de blog para exercitar os dedos.
A mente não precisa de exercício pois esta já queima neurônios por todos os segundos.
Se fosse para contar o que rolou nestes dias, o post seria chamado de jornal.

Não entrarei em muitos detalhes.
Estive ocupado com um pequeno sistema inocente para os fanáticos por loterias.
Por mais incrível que possa parecer, apareceu um cliente! UM SÓ PORRA!
Mas como tenho o maldito hábito de honrar as calças e a palavra...

Vendi uma cópia do sistema, e vieram várias atualizações...
Foram sugestões que o cliente fez, por quase um mês!
Atendi praticamente todas!
Obtive 100% de satisfação de todos os UM cliente do sistema.

Só espero que quando ele ganhar alguma coisa, seja generoso com uma lembrancinha!
Tudo indica que ele administra bolões para jogadores viciados...
Tomara que renda frutos para todos os envolvidos!
Foi um período interessante para me fazer lembrar como é a relação usuário-desenvolvedor.

De fato, um sistema nunca está pronto, finalizado ou concluído.
Basta que pelo menos um usuário apareça com um pedido mirabolante.
Alguém sempre irá pensar em algo que esquecemos de implementar.
Até mesmo descobrir algum erro que não tivemos atenção suficiente para pegar nos testes.

Este é o ciclo de vida dos programas, caros nerds iniciantes em criação de softwares.
Algumas coisas realmente me deram raiva.
Por exemplo, ter que reposicionar os cartões impressos para que pudessem ser recortados...
Com menor número de movimentos da tesoura... Tudo em nome da preguiça!

De fato, usuários são os reis do menor esforço.
Meu caríssimo primeiro e único cliente até questionou porque ele precisava digitar dezenas...
Ele queria que o sistema fizesse tudo por ele, até preencher os volantes.
De fato, o sistema preenche os malditos... deu um trabalho do caralho mas funciona!

Não posso negar que ainda me divirto programando.
Trata-se de um caso legítimo de ser profissional na área que realmente adora o que faz.
Só odeio o fato de não ganhar grana alguma por isso!
O preço de venda do sistema é tão ridículo que sequer irei mencionar por aqui!

Programações sempre foram um bom exercício para a mente.
Talvez algum dia isso me renderá "real money".
Por enquanto só diversão de pobre mesmo.
Mudando de assunto...

Estes dias longe do teclado também tiveram emoções sobre rodas.
Meu carro segue indisciplinado, desligando quando bem entende.
Pior que isso é ter que ver o mecânico dizendo que não sabe onde está o problema.
Acho tão empolgante quando coisas assim acontecem...

Será que terei que descobrir um engenheiro alemão para desvendar o mistério?
Nestas horas, novamente, nos questionamos o real sentido da vida... ( Monty Python )
Possuir bens de consumo duráveis neste país, é sinônimo de sofrimento.
Poderia vender o dito cujo né... NUNCA!

Algum dia será descoberta a cura para a mania dos apagões do filhote sobre rodas.
Que não seja resultado de algum acidente nas ruas.
Pelo menos ele tem cumprido seu papel de sair e voltar para casa inteiro!
Até ganhou banho neste mês! O primeiro do ANO!

Durante este período, também ocorreram movimentações no Universo SUS.
Várias consultas, exames, filas, esperas, farmácias sem remédios, uma maravilha.
Ontem foi dia de viajar até quase fora da cidade para um exame no ombro.
Por algum milagre cósmico intergaláctico, não encontraram mais a bursite!

Maior emoção durante o exame, lógico.
Sinal de que em breve, o raladão aqui poderá voltar a dar porradas na bolinha de tênis!
Não poderia conter o sarcasmo ao comentar cenas fofas no hospital.
Uma senhora com uma bolsa Vitcor Hugo! Sério? Na fila de espera do SUS????

Ao mesmo tempo, testemunhei um paciente recebendo as folhas de raio X, nuas e cruas!
Isso mesmo, sem ao menos um envelope qualquer...
Os exames foram entregues na mão, expostos e sem ter onde levar...
Será que andam faltando árvores para produção dos envelopes????

Sempre acho formas de me divertir em filas de espera dos hospitais!
Mente criativa serve para estas horas.
Mais fofa foi a estagiária fazendo pesquisa de satisfação entre os "usuários".
Por mais incrível que possa parecer, estava eu de bom humor.

Respondi quase tudo positivamente na pesquisa da mocinha.
Apenas uma resposta deixou ela mais esperta...
Perguntou se o atendimento havia demorado.
Apenas disse: 45 minutos, que tal?

Exame realizado, mais uma sessão de espera pelo pequeno papel de resultado.
Mais meia hora!
E nova economia de papel, pois entregaram sem envelope algum!
Apenas uma folha A4, dobrada e grampeada.

Ao retornar para o carro, logo veio o simpático vagabundo flanelinha.
Eles pedem sempre algo, por "cuidar" de nossos veículos.
Como são prestativos...
Detesto este tipo de coisa.

Já nem pago seguro pois considero um roubo. Nem teria como pagar mesmo...
Imaginem se irei dar algum tipo de "gorjeta" para uma pessoa fingir que "olha" meu carro!
O retorno para casa foi tranquilo, com apenas um apagão do filhote sobre rodas.
Para ter graça, tem que rolar emoção nestas horas.

No mês que vem, teremos maiores eventos no setor da saúde.
Por enquanto é tempo de fazer aquela pausa de metade do ano.
Final de semana vem bem a calhar para isto.
Felizmente já começa amanhã, o Tour de France 2017!!!!

Será mais um evento que alegrará as manhãs de Julho!
Graças a tecnologia, internet, picaretagem e a espn!
Felizes aqueles que podem curtir o evento, melhor ainda sem pagar caro.
Novamente fica o desejo de pegar a bike e sair andando por aí...

Ficam os votos de criar vergonha, consertar o pneu furado e perder a pança indecente!
Alguma hora terei que abandonar esta inércia!
Lucky Cookies: 12 - 16 - 28 - 30 - 33 - 43
Dica do Dia: Juntem grana para viajar! Se puderem, não voltem! Rsrsrs

Carpe Diem!



quarta-feira, 21 de junho de 2017

The Development Dream

Viajar é preciso...

Bom dia aos que já acordam inspirados, we are the Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #718 chegando com o colorido preferido na janela: Grey Clouds!
Ao que parece, o ânimo e vontade de escrever está retornando aos poucos.
Teremos hoje um tom distante das revoltas conjunturais.

O sonho do desenvolvimento está presente em todas as mentes com um pouco de cultura.
Ao passo que temos acesso às informações sobre outros países e seus estilos de vida.
Por muito tempo desejamos ter nascido em qualquer um dos "mundos de primeira".
Quando acordamos do sonho, percebemos que nos resta correr atrás.

Bem que não precisaríamos estar tão atrasados assim.
Não custa sonhar em ter uma Economia semelhante aos grandes.
Vejamos a França por exemplo: o Estado garante uma babá para os pais que trabalham...
E sem custo para o casal, que fique bem claro.

Já em ares italianos, aos trabalhadores normais, aqueles que não são mega executivos...
Lhes é garantido um excedente monetário para que possam viajar pelo menos 1 vez ao ano.
Por lá, eles entendem que o indivíduo precisa ter lazer e saúde.
Não adianta querer que todos se matem 12 horas por dia, perdendo assim a qualidade de vida.

Em terras desenvolvidas, a mentalidade é sim, obter lucro e promover o bem estar produtivo.
Sim, sabemos que por aqui o pensamento é diferente.
Empresários e governos preferem a lógica de exercer o poder exploratório imediatista.
Se o empregado morrer doente, azar o dele, pois existem vários esperando para ocupar sua vaga.

Novamente pensamos em termos econômicos: se a mão de obra é abundante, seu valor decresce...
Isso que dá sermos uma maioria de raladões!
Este é um dos fatores que nos distancia do mundo desenvolvido e sua tão sonhada qualidade de vida.
Ainda por cima temos o requinte de crueldade de ter acesso às informações...

Ainda ontem, estava apreciando uma série de programas culinários.
Mas não me refiro aos que infestam a programação da tv paga/não paga/felina.
A maioria mostra apenas as pseudo cozinheiras/modelos patricinhas.
Os bons programas fazem um turismo por cidades e países, mostrando sua cultura e cozinha!

Estes sim nos proporcionam prazer, aprendizado, informações e enchem olhos e dão água na boca.
Eis portanto a relação simples e óbvia entre desenvolvimento e qualidade de vida.
Somente um país desenvolvido possui uma Economia estável a ponto de prover bem estar.
Em apenas duas horas, foi possível passear por Madrid-ESP e Sicília-ITA.

Apesar das grandes diferenças históricas, políticas, sociais, culturais e culinárias, observa-se:

  1. Fortes influências estrangeiras na cozinha.
  2. Mesmo com a preservação de costumes passados por gerações, aceitam experiências.
  3. Libre comércio nas especiarias permanece ao longo de séculos.
  4. Comer fora após o trabalho não é um prazer restrito aos mais favorecidos.
  5. A culinária proporciona uma união entre etnias heterogêneas.
  6. Diferentes crenças e costumes não são motivo de separatistas à mesa dos bares.
  7. Inovações como "street food" são apreciadas até mesmo com legislação contra!
  8. Tanto espanhóis quando italianos valorizam uma boa companhia com boas receitas.
  9. Sequer máfia e política conseguem afetar a cultura da boa alimentação...
Naturalmente que um ambiente destes não seria possível em grande parte da África...
Não teríamos possibilidades de conhecer a culinária dos árabes em meio à bombas caindo...
Novamente somos obrigados a lembrar que bem estar precisa de desenvolvimento sustentável.

Por aqui também temos nossos exemplos culinários com diversidade de influências.
Não podemos ignorar o fator multi cultural de uma colônia explorada por tantos...
Este lado até nos favorece um pouco.
Não precisamos sair desta terra desgovernada, para conhecer um pouco de cozinha internacional.

Ainda assim, não seria uma aventura para todos.
Nossa realidade não permite atravessar o país de norte a sul, para aventuras gastronômicas.
Para a grande e esmagadora maioria, o jeito é ver mesmo as comidas pela telinha.
Devemos seguir aspirando progressos, mesmo enquanto a luta for pela sobrevivência digna.

Enquanto não podemos pegar aviões e visitar outros continentes, temos a internet!
Esta ainda nos permite conhecer lugares como se não houvessem fronteiras!
Lucky Cookies: 20 - 21 - 24 - 25 - 33 - 36
Dica do Dia: Não precisa ser chef fresco de cozinha para experimentar novidades!

Carpe Diem!



terça-feira, 20 de junho de 2017

Mad Red Hat Trump Is Not Alone...

A política do Medo

Bom dia aos saudosos, we are the Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #717 chegando ainda em fase intermitente...
Está parecendo meu carro que ainda desliga sozinho quando bem entende.
Após longos dias de atividades no campo da programação, o post retorna.

Aproveitarei a inspiração em eventos reais, para dissertar sobre Economia Internacional.
Haja visto que falar sobre as merdas nacionais anda extremamente irritante...
Precisamos olhar para outros horizontes para clarear a mente.
Nestas horas, chega a ser um pequeno alívio, ver que não está fácil para ninguém...

Durante as prévias eleitorais americanas, o mundo foi espectador espantado de Trump.
Muitos o chamam de louco, inclusive este que vos escreve.
Outros afirmam que ele não passa de um riquinho mimado e incapacitado para o cargo.
De qualquer forma, foi eleito para presidir a "ainda" maior potência mundial.

Seus opositores comemoraram no mau sentido, os primeiros 100 dias de governo.
Não perderam a chance de descer a lenha em seus desmandos.
Entre eles, os principais eram a xenofobia e o famoso "America´s First".
Este aliás foi motivo de muitas piadas em diversos países europeus.

O ruivo louco insiste em dizer que vai concluir o famoso muro para barrar os Mexicanos...
Devemos frisar bem o "concluir", pois não foi ideia dele, iniciar o treco!
Perdoem a preguiça em não pesquisar agora para descobrir qual foi o presidente que fez a obra...
Para estas horas, chamem o tio Google mesmo.

Talvez seja surpresa para alguns, mas o ruivo doidão não está sozinho!
Sequer consegue ser criativo na verdade!
Tudo o que ele vem gritando para todo o resto do mundo ver, já está em prática por aí.
Felizmente temos poucos programas de jornalismo que ainda valem a pena ser vistos.

Naturalmente não estou falando sobre nada nacional.
O programa americano VICE é que costuma trazer fatos reais e nada fofinhos para a tela.
Eles não tem receio algum em tocar nas feridas e trazer os lados da moeda de forma imparcial.
Graças ao programa de ontem pude observar como a Europa anda parecida com Trump.

A Áustria por exemplo, está muito adiantada na questão do muro!
Eles providenciaram telas de arame farpado por toda sua fronteira para barrar os árabes.
Contam com policiamento armado, motorizado e pedestre também.
De fato, Trump não está sozinho.

Outros países estão loucos para seguir o exemplo: França, Itália, Alemanha, Reino Unido...
Até a falida Grécia está em processo de caça aos "imigrantes".
O isolamento está sendo espalhado fortemente na população europeia.
A tão falada saída dos britânicos da União Europeia não é fato isolado.

Em tempos dos governos Bush, aprendemos como o governo exercia seu controle.
Bastava colocar o terror na população, eleger um "inimigo" de turbante e pronto.
O medo era a melhor das políticas para se conseguir liberdade no congresso.
As indústrias bélicas e petroleiras amam muito tudo isso.

Interessante é observar que tal manobra nunca foi privilégio norte americano.
Alguns países europeus estão no mesmo caminho.
Na Alemanha, corre o risco de se ressuscitar o nazismo!
Um partido de oposição já está pedindo que a chanceler alemã renuncie...

E não se trata de nenhum motivo corriqueiro como em nossa terra bandida.
Por lá, eles querem que ela saia do poder por causa dos refugiados da Síria, por exemplo.
A oposição se revolta pelo simples motivo do governo tentar ajudar um milhão e meio de sírios.
Não apenas no exemplo germânico, mas nos demais europeus fica claro o pensamento...

Cada um com seus problemas.
Não estamos vivendo em época de ajudar os vizinhos.
Principalmente quando a religião e cultura são tão divergentes.
Europeus não querem sequer se misturar com muçulmanos.

Mesmo com o discurso de tom humanitário, a ajuda não tem sido uma solução viável.
Receber refugiados requer uma estrutura que não está sendo demonstrada.
Não basta abrigar mais de um milhão de pessoas, para lhes dar pão e água!
Concordo com o ponto de vista do editorial do programa VICE.

Para resolver o problema dos refugiados, é preciso atacar a origem do problema.
Não deveriam existir motivos para as pessoas fugirem em massa de seus países.
Pode parecer crueldade, mas os países só demonstram interesse em união, para ganhar.
Se não existir a oportunidade de levar alguma vantagem, eles preferem se isolar mesmo!

Ao observar os tumultos e violências lá fora, chega a dar mais vergonha deste lugar.
Aqui não estamos sequer dando conta de uma quadrilha que se mantém no poder...
Talvez fossem necessários maior tirania e abusos por parte da corja, para termos revolução.
As oposições europeias são mais combativas neste ponto.

Não concordo com separatismo, mas sou obrigado a entender as razões.
Se um país tem problemas internos, não pode comprometer recursos com problemas externos!
Recentemente se tornou público o fato de faltar comida e água na França.
Portanto é muito natural que a população se revolte com movimentos "migratórios".

Basta usar um pouco da imaginação.
Nenhum humanitário gostaria de passar fome em casa, para ajudar estrangeiros, certo?
O instinto natural de sobrevivência prevalece.
Primeiro temos que gerar excedentes em casa, para então ajudar os vizinhos!

Naturalmente depois de toda e qualquer ponderação, chegamos no problema de sempre.
Distribuição de recursos escassos, o velho desafio econômico.
Se cada país reunisse forças para combater os problemas comuns, teríamos luz no fim do túnel.
A realidade se mostra bem diferente, com cada um tentando tirar o que os outros possuem.

Enquanto lá fora, eles se isolam para não ter que lidar com conflitos alheios...
Por aqui, os raladões seguem se ferrando e o governo se divertindo!
Lucky Cokkies: 20 - 21 - 26 - 33 - 37 - 57
Dica do Dia: Quer sair do país? Pense duas vezes se o destino for europeu...

Carpe Diem!



segunda-feira, 12 de junho de 2017

Valentines Day

Só assim para a segunda-feira ser boa!

Bom dia aos enamorados, we are the Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #716 chegando com o bom astral dos seres "in love".
Nem tudo são espinhos nesta realidade de raladão.
Até nós também temos o direito de ter o par ideal.

Felizmente no meu caso, encontrei a companheira para todas as horas.
Não é qualquer pessoa que tem a paciência, confiança e persistência para namorar raladão!
Alguns dizem que podemos ter sorte no amor e azar no jogo...
No meu caso, que se danem os jogos então!

Desta vez o calendário me trás dois motivos para ficar mais animado!
Dia 11, aniversário de minha mãe!
Dia 12, dia dos namorados!
Posso me considerar feliz por ter duas mulheres especiais em minha vida.

Ainda bem que as duas combinam!
Outro ponto no qual a sorte parece estar ajudando também.
Já passei por espinhos neste aspecto, como a maioria já deve ter vivenciado.
O desafio de encontrar e manter a harmonia é constante.

Em algum momento deste tempo-espaço, voltarei a ter condições de mimar as duas!
Portanto se faz a hora de começar o dia, correndo atrás de idéias e ações produtivas!
Lucky Cookies: 17 - 23 - 31 - 32 - 38 - 43
Dica do Dia: Cuide bem das suas pessoas especias, sempre!

Carpe Diem!



sexta-feira, 9 de junho de 2017

(in)Justice For All

Bandidagem legalizada

Bom dia aos bons companheiros, we are the Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #715 chegando em mais uma crise de inconsistência criativa.
Não tem sido fácil manter o velho hábito da escrita diária.
Sendo uma sexta-feira, vamos ver no que dá!

Para não perder o costume, resolvi escrever sobre pontos irritantes.
Aquelas coisas que pairam sobre nossas mentes de forma corriqueira.
Para cada lugar que olhamos, sempre iremos encontrar algo que irrite!
Injustiças sempre são de revoltar o estômago das pessoas de bem, é claro.

Ainda não superei aquela cachorrada de R$ 25 BILHÕES, que o Itaú aprontou.
Naturalmente não tenho fontes oficiais para confirmar se foi fato ou fofoca de internet.
Mas não vi nota alguma por parte do banco, negando o fato.
A história que ficou gravada em minha memória foi que o filha da puta do Temer perdoou...

Onde já se viu um banco privado ficar devendo tudo isso por sonegação de impostos?
E o mesmo banco filha da puta ficar me ligando para cobrar umas merrecas!
Tudo bem que é trabalho de qualquer credor, cobrar os caloteiros.
Mas como se explica uma cachorrada destas?

Tentando tirar a raiva e indignação do caminho, até que o número faz sentido.
Não lembro exatamente qual foi o ano, mas foi divulgado no Uol, um recorde!
Há poucos anos, o Itaú havia sido o primeiro banco a faturar na casa dos trilhões!
Portanto, pode ter sido neste mesmo ano que eles sonegaram alguns bilhões, grande coisa né...

E pensar que todos somos obrigados a fazer as declarações de IR anualmente...
E quando caímos na famosa malha fina?
Esta não vale para os banqueiros bilionários, cerrrrto?
O raladão que trabalha de verdade, é descontado já na fonte...

Quando se ganha tamanho volume de grana, as vezes pode se deixar escorregar um trocado.
No caso deles, os trocados foram os tais 25 BI...
No caso dos clientes deles, os trocados podem ser na casa dos centavos roubados...
Entendam que eu cito como roubo, aquelas pequenas cobranças nos extratos...

Aposto que todos já passaram por situações como esta.
Ao conferir seus extratos no final e começo de cada mês, aparecem coisas estranhas.
Na maioria das vezes, elas são na ordem de centavos ou pouco mais de 1 real.
Acho que muita gente sequer presta atenção nisso.

Eu fazia este tipo de controle, centavo por centavo com Bradesco e Itaú.
Isto era nos bons tempos em que eu ganhava na casa dos 5 mil por mês... (saudades)...
Em praticamente todos os meses, encontrava erros de um ou dois reais.
Ligava para o gerente da conta e a desculpa era a mesma: algum erro no sistema, vou estornar...

Isto acontecendo na sua conta, é coisa pequena de um ou dois reais.
Agora imaginem quantos clientes os bancos tem!
Imaginem estes poucos reais multiplicados por milhões de pessoas...
Já podemos entender porque os lucros dos bancos chegam nos bilhões com facilidade.

Agora fica mais claro porque posso chamar estes bancos de ladrões filhos da puta!
E deixo claro também que não pretendo fazer o menor esforço para pagar estes merdas!
Prometo que pagarei tudo que devo a eles, quando ganhar na loteria!
Sou um homem de palavra!

Este foi meu exemplo de injustiça no mundo financeiro.
Bancos podem ficar devendo e são perdoados por governos coniventes.
Até Obama teve que passar por uma destas...
Pena que tivemos outro pústula ordinário citado no mesmo tipo de situação.

No caso do Obama, ele teve que "ceder" 700 bilhões de dólares para alguns bancos.
Isto aconteceu para evitar um colapso financeiro gigante!
Já aqui nesta merda de país, coisas assim não acontecem por preocupação com o mercado.
Acontece por putaria e suruba mesmo!

Vamos sair do mundo bancário agora.
Temos outra injustiça nojenta para comentar.
Faz muito tempo que reclamo das reduções de embalagens de vários itens alimentícios.
Pois bem...

Era uma vez o meu chocolate de pobres mortais favorito: Crunch!
Adorava ele, de verdade!
Isto era nos tempos gloriosos de embalagens de 200 gramas!
Depois caiu para 150 gramas, até dava para aceitar...

Eis que em uma noite qualquer destas de vidinha ordinária de raladão...
Entro em um mercado, e descubro a nova embalagem do Crunch...
O peso está em NOVENTA E SETE GRAMAS!
Puta que os pariu!!!

Antes que vocês pensem que possa se tratar de uma nova opção de tamanho...
Não sejam inocentes!
Esta é a estratégia deles, os fabricantes de alimentos.
Depois de um tempo, eles colocam embalagens dizendo que tem gramas grátis...

Colocam faixas vermelhas dizendo que você está levando mais peso de promoção...
Mas o preço é maior do que você pagava pelos antigos 200 gramas...
Primeiro baixam para 100, depois dizem que você leva 125 pelo preço dos 100...
Mas no final das contas, você acaba pagando o valor dos antigos 200 por algo de 125...

Por coisas assim, as pessoas deveriam estar gritando nas ruas!
Bando de coxinhas, entram nos mercados, pagam tudo com aquela cara de bestas nos caixas...
Em algumas vezes, perdia a calma e esmagava os pacotes de chocolates!
Quero ver vender aquilo em pedaços agora!!!

Meu mais profundo e sincero desejo é...
Tacar fogo nos supermercados e agências do Itaú!
Lucky Cookies: 20 - 21 - 33 - 39 - 47 - 48
Dica do Dia: Não tenha conta no Itaú, compre barras de chocolate de UM QUILO!

Carpe Diem!



terça-feira, 6 de junho de 2017

Country Of Corrupts

Povo corrupto produz governos corruptos

Bom dia aos poucos que ainda visitam, we are the Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #714 chegando com cheiro de asfalto molhado.
O dia está ótimo para pegar horas de estrada sem congestionamentos, óbvio.
E por falar nesta pequena palavra "óbvio", eis nosso ponto de hoje.

A origem dos governos corruptos está, obviamente em sua matéria prima!
Ele, o primeiro e único POVO!!!
Isto mesmo, não adianta olhar para a esquerda ou para a direita!
É de você mesmo, integrante do povo, que estou me referindo.

A corrupção é um princípio ativo em nosso DNA.
Aquele código malicioso, esperando a primeira oportunidade para se manifestar.
E toda e qualquer estatística irá provar que sempre teremos as chances do evento ocorrer.
Claro que sempre teremos aqueles poucos indivíduos que evitarão atos impuros!

As minorias sempre existem!
Para o resto, vale a frase: pagando bem, que mau tem?!?!
Não precisamos ligar a caixa de produzir burrice, ou rádio ou ver jornais.
Os corruptos podem bater na sua porta, à qualquer  momento de suas vidas.

Logo no começo desta semana, veio aqui, um pintor.
Exemplo de cidadão digno trabalhador honesto, e mais todas estas baboseiras!
O jagunço era mesmo mais um exemplo de cafajeste que infestam nossa sociedade.
Com um linguajar malandro, cheio de atenção e más intenções.

Deu uma olhada no apartamento. por rápidos dez minutos e saiu com R$ 1500 de orçamento.
E não perdeu a chance de dizer que isso era o valor para o condomínio.
O que ele pretendia cobrar do proprietário do apartamento, seria combinado depois...
No final das contas, a obra iria custar realmente a metade deste valor.

O pequeno corrupto estava tentando levar a grana em dobro, negociando primeiro comigo.
Durante o evento ordinário, ainda tivemos que ouvir dele mesmo, que era honesto!
Nos disse que procura fazer sempre o correto para não enganar os clientes...
Que depois são estes clientes que farão as boas recomendações do trabalho dele...

Gente assim é que faz nosso país ser o antro nojento no qual vivemos atualmente.
Basta o cara saber que o condomínio estaria pagando, que tratou de sacanear.
Claro que faremos mais orçamentos com outras pessoas.
Evidente que não iremos comentar sobre o condomínio estar pagando o serviço.

Ter gastos com reformas faz parte da vida de quem pode ter um imóvel próprio.
Só quem é inquilino está livre destas mazelas.
Teremos que fazer uma reforma indesejada graças a rachaduras em algumas paredes.
O desafio maior será encontrar pessoas honestas para fazer o trabalho.

Já que parte será responsabilidade do condomínio (Aleluia irmãos!), mãos à obra!
Que venham dias de muita sujeira e cheiro de tinta...
Lucky Cookies: 17 - 22 - 37 - 38 - 40 - 43
Dica do Dia: Aprenda a pintar, você mesmo!

Carpe Diem!



sábado, 3 de junho de 2017

Game Of Values

A transitoriedade dos valores

Bom dia aos que já estão de ressaca, we are the Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #713 chegando de blusão como nos bons tempos sulistas.
Hoje até foi possível lembrar dos tempos em que usava luvas!
Ao pegar o volante frio do carro, tive vontade de pegar um par e fazer aquele charme!

Em mais um daqueles momentos de reflexão que não mudam vidas, vamos ao post.
Quanto mais observamos, mais analisamos o que nos cerca.
Impossível deixar esta mania de lado.
Ao continuar este exercício, surgem perguntas inevitáveis.

O que será que altera o conjunto de valores?
O tempo?
A educação?
Aspectos regionais tem efeitos sobre os valores sociais?

In my humble opinion...
Acredito que responderia SIM para todas as alternativas.
Depois que se passa dos 40, surge uma obrigação moral de auto avaliação.
Isso é válido para as pessoas inteligentes, ao menos.

Considerando o tempo, podemos aceitar que ao viver mais anos, sofremos mudanças.
O que poderia ser considerado correto aos 20, pode virar oposto aos 40.
Claro que precisamos ter uma linha bem definida sobre certo e errado.
Caso contrário, teríamos ainda mais psicopatas e sociopatas soltos por aí.

O problema do tempo é que aumentamos a convivência com coisas e pessoas ruins.
Por efeito de sua influência, podemos passar a distorcer valores para "pertencer" à um grupo.
A velha mania de ser "Maria vai com as outras" ajuda e muito nas falhas de caráter.
Felizmente existem os teimosos em demasia, que não mudam suas convicções por nada!

O outro lado da moeda é que os teimosos em manter seu código de valores, são repelidos.
A maioria que faz parte da "manada" costuma não gostar daqueles seres diferentes.
Caso você seja um destes diferentes, não abandone seus códigos por nada!
Segundo a antropologia, os valores são passados de gerações para gerações.

O problema surge quando as gerações mudam com os efeitos do tempo.
Maior acesso à culturas diferentes, evolução seletiva ou novos costumes.
Uma variedade de coisas nos tenta a pensar e agir de novas formas.
Novamente, tudo depende de o indivíduo aceitar novos códigos.

Sim, também somos constantemente programados por nosso meio social.
Alguns indivíduos aceitam, outros rejeitam.
Ainda faço parte dos teimosos que não ignoram a educação que teve lá atrás.
Admito sim, que a porra deste mundo anda virada do avesso.

Hoje temos que admitir que os corruptos são mais vistosos nas capas de revistas.
Que as pessoas comuns desejam ter um pedacinho daquele sucesso.
Muitos sequer se importam qual seja o caminho deste, desde que estejam se dando bem.
Permaneço no grupo dos teimosos em extinção.

Ainda me recuso à fazer o jogo sujo da manipulação, bajulação, cinismo para ganhar algo.
Sabemos que a corrupção é algo impregnado em todos.
Algumas pessoas o aceitam, outras o repelem.
Quanto mais tempo passamos a observar, maiores são as tentações em mudar a mente.

Pensando na alternativa da educação, aí danou-se tudo.
Temos um modelo decadente neste aspecto.
Aquilo que os pais e avós aprenderam e tentaram passar adiante, está se perdendo.
Já querem reformar o modelo ruim para deixar ainda mais pobre.

Em um futuro breve, já não teremos mais códigos de ética sendo ensinados para ninguém.
Restará aos uso de livros antigos, e aos curiosos, obter tal conhecimento.
Espero que não acabem com a disciplina de História!
E meu sonho de que algum modelo de educação ensinasse Economia, foi para o espaço.

Sequer nas universidades parece existir tal preocupação.
Quando aparece alguma iniciativa, é sob a forma de créditos complementares.
Deveria ser obrigatório em todos os currículos.
Afinal de contas, não é o chamado "Ensino Superior"?

Não deveriam as Universidades, produzirem melhores cidadãos?
Já sabemos a resposta.
Nem a pau, Juvenal...
Sim, já desisti da educação que é praticada atualmente.

Vivo em um condomínio com 30 apartamentos, onde NINGUÉM sabe dizer "Bom Dia".
Por aí já podemos ver como é o ambiente que nos cerca.
Não era diferente quando andava nos corredores daquela empresinha ordinária de 3 letras.
Pareciam todos zumbis andando entre seus cubículos.

Contato nos olhos?
Nem pensar!
Poderia ser considerado assédio e daria processo...
Será que não se fazem mais "gente" como antigamente?

Lembrei de um fio de esperança!
Quando eu tinha mais vergonha na cara, e caminhava todos os dias, existia o "tiozinho"!
Se trata de um senhor de cabelos brancos, que CORRIA algumas voltas na Lagoa.
Para cada ser que ele passava, era um BOM DIA em alto e bom tom, com um sorriso.

Nunca vi um jovem fazendo isso.
Este é um bom exemplo dos dias em que vivemos.
Percebo que hoje estamos cercados de pessoas "virtuais".
Aquelas que vivem de aparências, fingimentos e cinismos.

Tudo que puder servir de interesse, será oportunidade para atrair tais pessoas.
Alguns chamam isto de fator de competitividade.
Outros chamam de cultivar sua rede de contatos, etc.
No mundo corporativo, esta balela toda é muito bem utilizada.

Considerando aspectos regionais, temos que considerar fatores migratórios.
Sabemos que este país de merda é uma colcha de retalhos apodrecidos.
Portanto em cada estado, iremos encontrar culturas e costumes distintos.
Arrisco a dizer que em SP vale aquela famosa frase: O que acontece em Vegas, fica em Vegas.

É o local do "rouba mas faz".
É o centro dos pobres de direita que se acham donos de alguma riqueza.
Também é o centro das carências educacionais.
Em pontos isolados, ainda será possível encontrar pessoas de bem.

Mas para cada pessoa decente, podemos observar alguns milhares de maças estragadas.
No final das contas, estes cestos não terão um cheiro agradável.
Não adianta ficar revoltado com este quadro.
É o que temos para hoje... Nãooooooooooooooooooooo! Estaria eu me tornando um Coxinha???

Deboches e gozações à parte, é fato de que ouço muito esta expressão de consolação.
Minhas observações indicam um quadro de conformação enorme.
Estou longe dos seres revolucionários, e sinto falta deles!
Felizmente tenho algumas memórias dos tempos de ensino médio!

No final das contas, sou obrigado a admitir que os tempos mudam.
As pessoas mudam, e a educação se torna cada vez mais uma excentricidade.
Para não cair em uma vida de isolamento, as pessoas tem que dançar conforme a música.
Eis nosso exemplo final: as músicas atuais são uma bosta!

Aqueles tempos do ensino médio não retornam mais!
Uma coisa é certa, JAMAIS serei um Coxinha de Merda!
Lucky Cookies: 07 - 17 - 38 - 41 - 43 - 44
Dica do Dia: Esta é velha: já se revoltou com algo hoje? Saia na rua e arrume motivos!

Carpe Diem!



sexta-feira, 2 de junho de 2017

There Is No Free Lunch

O que é bom, custa caro!?!?

Bom dia aos alfabetizados, we are the Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #712 chegando em mais um dia de sol no desemprego!
O clima nesta cidade é estranho.
Um dia ótimo com nuvens carregadas, e a porra não chove!

Hoje temos Sol, nevoeiro e já parece que vai esquentar.
Bom mesmo seria morar em um país super desenvolvido e com neve!
Não adianta, temos sempre algo para reclamar!
É vício, mania, hábito, defeito, seja lá o caralho que for!

Já que é para reclamar de algo, não será da Corja dos golpistas desta vez.
Hoje deu vontade de puxar nas memórias.
Aqueles bons tempos onde estudava em uma universidade federal.
Tudo era alegria.

Mesmo quando não tinha aula porque haviam cortado a energia por falta de pagamento.
Mesmo quando não tinha aula porque chovia dentro da sala.
Mesmo quando tinha aula no pombal do prédio da engenharia... como aquilo fedia!
Até mesmo quando tinha aula no prédio da química, onde o piso balançava a cada passo!

Eram tempos cheios de emoções, muito mais felizes que os atuais.
Claro, eu tinha uma faculdade federal e um emprego na Gerdau... até rimou.
Hoje, sem emprego e matriculado em uma merda que sequer deveria ser faculdade.
Tempos difíceis de fato.

Nosso governo despreza de tal forma a Educação, que permitem qualquer coisa.
Até um centro de cursos técnicos se auto denominar faculdade.
Semestre passado tivemos aulas canceladas por falta de água.
Semana passada, não havia água em banheiros e nos bebedouros. Mas teve aula!

Relatos via um animadíssimo grupeto de whatsapp da turma, diziam que a coisa fedia!
Realmente, a realidade é fétida mesmo.
Estudar de graça neste país, nos remete ao clima mais aventureiro possível.
Qualidade? Esqueçam, é tudo nas coxas mesmo e "vamo que vamo" como dizem.

Não entrarei no mérito da grade curricular, pois o conteúdo é porcamente passado.
Quem tiver coragem e saco para sair dali com um diploma, não estará preparado para nada.
Somente os poucos que tiverem iniciativa e estudarem por conta, terão algum futuro.
Fica novamente a pergunta no ar: para que oferecer coisas porcas, de graça?

As coisas pioraram muito de 20 anos para cá.
E isto que vim parar no famoso "estado mais rico do país".
A realidade é que em SP  moram os empresários mais ricos.
Pois a população é a pior em educação, cultura e renda.

Quando morava nos Pampas, nossa base salarial era inferior em comparação com SP.
Mas isso não é mais realidade.
Hoje pagam por aqui, um salário vergonhoso para as áreas de tecnologia.
Deve ser para combinar com o nível de ensino: ensino porco; salários suínos!

Estava prestes a escrever que se queremos ter ensino de qualidade, temos que pagar caro.
Mas lembrei que também estudei na Puc daqui ( Campinas), e o ensino era fraco demais!
Para minha revolta, a matrícula era tão cara quanto lá no Sul.
Mas a qualidade não chegava aos pés...

Portanto o ensino caro e bom, poderá ser encontrado nas instituições estrangeiras.
Algumas até vem para cá.
Mas fica a questão mais sórdida no ar: para que dar o melhor estudo somente para os ricos?
A população mais carente é que precisaria ser melhor formada para ser boa mão de obra!

Então vamos responder a questão nojenta: não existe interesse em educar melhor por aqui.
Nossa realidade em modelos de educação é triste.
E pensar que são tantos os iludidos com educação gratuita...
Mas não estou mais em clima de ter peninha de ninguém.

Universo de raladão é cada um por sim, e todos contra você.
O lado bom é que nos tornamos cada vez mais competitivos, e quem sabe corruptos?
Lucky Cookies: 04 - 17 - 38 - 42 - 43 - 45
Dica do Dia: Não estudem de graça pela internet, pois é pura enganação.

Carpe Diem!



quinta-feira, 1 de junho de 2017

I Am Happy When It Rains

Melhor mesmo se fosse sexta...

Bom dia aos observadores, we are the Red Planet Ex PEA!
Diário de Bordo Estelar #711 chegando com aquela alegria nos tons de Cinza.
O céu está do jeito que eu gosto!
Só falta cair aquela chuva com efeitos especiais.

Sim, algumas pessoas tem gostos realmente estranhos.
Nada contra dias ensolarados, mas eu prefiro estes escuros mesmo.
Para não fugir da realidade como todo bom raladão...
Comecei o mês com uma visita feliz ao mecânico.

Eis que descobrimos uma mangueira que não é mangueira e sim um tubo...
Interessante este universo da engenharia...
A maldita está pingando, logo poderá estourar de vez e lá se vai um motor fervendo.
Prevenir sempre é o melhor, como dizem por aí.

Adoraria empurrar este tipo de coisa para frente, mas não podemos correr riscos.
Para aqueles que possuem objetos sobre rodas, sabem como é o apego!
Deixar ele parado na vaga do prédio seria uma opção sem custos.
Infelizmente somos uma raça motorizada, dependente de combustíveis fósseis.

Aquela história de renovar as esperanças por dias melhores, ao virar a folha do calendário...
Não adianta!
Sempre é bom termos algo para lembrar de manter os pés no chão.
Tenho que admitir, foi melhor descobrir o problema antes de ter maiores estragos!

Portanto vamos renovar as energias para começar outro mês, que seja melhor que o anterior.
Seguimos na torcida por mais uma queda nos postos governantes!
Lucky Cookies: 02 - 17 - 38 - 43 - 44 - 46
Dica do Dia: Cuide bem do seu carro, para que ele não se revolte com o dono!

Carpe Diem!